Laranjeiras: Uma cidade que respira cultura

Atualizado: 31 de out. de 2021

O município de Laranjeiras, a 18 quilômetros de Aracaju, é uma daquelas cidades que parecem um livro de história ao céu aberto, começando pela arquitetura colonial que pode ser vista nas ruas, casarios, igrejas, tudo respira a mais pura história. Laranjeiras já foi a mais importante cidade sergipana. Berço da cultura, educação, política e da economia.


Até o nome da cidade tem uma história poética, os moradores mais antigos relatam que foi construído um pequeno porto e, por conta das inúmeras e frondosas laranjeiras à beira do rio, moradores e viajantes começaram a identificar o local como porto das laranjeiras. Um ótimo lugar para apreciar um lindo pôr do sol.

Igreja de Nossa Senhora da Conceição da Comandaroba - Fonte

Os monumentos históricos da cidade são de impressionar, como as igrejas. Dados históricos revelam que em 1701, os padres jesuítas construíram a primeira igreja com convento. Ela ficava à margem esquerda do Riacho São Pedro, um pouco afastada do porto. Eles procuravam sossego e deram nome ao lugar de ‘Retiro’. Os jesuítas fizeram uma outra igreja num dos pontos mais altos do povoado. Em 1731, em cima de uma colina, os padres ordenaram a construção da Igreja de Nossa Senhora da Conceição da Comandaroba, uma verdadeira obra-prima da arquitetura colonial. Igreja da Matriz - Fonte

A Igreja Matriz do Sagrado Coração de Jesus é o ponto de partida para vários atrativos da cidade como o Museu de Arte Sacra que é considerado o segundo mais importante do Estado e o Museu Afro-Brasileiro.


A Casa de Cultura João Ribeiro, também no centro, preserva o local de nascimento do primeiro imortal sergipano da Academia Brasileira de Letras. O local se transformou num pequeno grande museu, onde se preserva a memória do escritor e um dos maiores folcloristas do Brasil.


A cidade que respira história também mantem viva a sua tradição folclórica. São diversos folguedos chamados Penitentes, Reisados, Taieiras que são interpretados em diferentes épocas do ano. Um dos mais tradicionais é o Lambe-Sujo x Caboclinhos. A representação mostra as batalhas entre negros e índios “domesticados” pelos senhores de engenho. A encenação sempre acontece no segundo domingo de outubro e é uma das mais importantes manifestações da cultura brasileira. Laranjeiras é realmente uma cidade fascinante que conquista admirados em todo o mundo, uma rota de Sergipe que todo mundo deveria conhecer.



Fotos por: Aquiles Castro e Artur Costa