Os fragmentos são constituídos de traços marcantes e livres de uma formalização convencional. Ainda assim, estes fragmentos vibrantes e amorfos conectam-se como peças de um quebra-cabeça. O apelo geométrico dos fragmentos unidos da às obras desta série uma dupla perspectiva, a dos vários fragmentos dissociados, e a do fragmento único, formado pela junção das partes. A Fragmentação ocorre na observação do espectador, que em sua contemplação, vê o todo e fragmenta as partes. Nesta série, Nino Karvan nos mostra um abstracionismo sensível e geométrico.